O pai nerd

Preparando a Geração Z para o mundo
  • scissors
    17/05/2010Consumo, Cultura, Educação

    O Rogério Christofoletti, outro pai nerd, se viu com o mesmo problema que tenho enfrentado: encontrar bons livros sobre puericultura e pedagogia. Ele sugere Sob Pressão, de Carl Honoré, um ativista do Movimento Slow. Para quem quiser ter uma idéia da proposta de puericultura vagarosa, vale a pena ler essa entrevista com Honoré. Abaixo, um trecho traduzido por mim:

    Paternidade Slow é trazer equilíbrio para o lar. As crianças devem lutar e se esforçar por seu próprio bem, mas isso não significa que a infância tenha de ser uma corrida. Pais Slow dão a seus filhos tempo e espaço o bastante para explorar o mundo em seu próprio ritmo. Eles mantém a agenda familiar sob controle, de modo que todo mundo tenha tempo livre para descansar, refletir e estar junto. Eles aceitam que se virar do avesso para dar aos filhos o melhor de tudo pode não ser sempre a melhor política (porque isso priva os filhos de uma lição de vida muito mais útil, que é como aproveitar melhor o que você já tem). Paternidade Slow significa permitir que nossas crianças descubram quem elas são, em vez de quem nós gostaríamos que elas fossem. Significa deixar as coisas acontecerem, em vez de intervir e forçá-las. Significa aceitar que os tipos mais ricos de aprendizado e experiência muitas vezes não podem ser medidos ou apresentados lindamente num currículo. Pais Slow entendem que a puericultura não deve ser uma mistura de competição esportiva e desenvolvimento de produto. Não é um projeto; é uma jornada. Paternidade Slow é dar às crianças muito amor e atenção, sem impor condições.

    Tags: , , , , ,